Wednesday, January 28, 2009

Strange fruit


Southern trees bear strange fruit,
Blood on the leaves and blood at the root,
Black bodies swinging in the southern breeze,
Strange fruit hanging from the poplar trees.

Pastoral scene of the gallant south,
The bulging eyes and the twisted mouth,
Scent of magnolias, sweet and fresh,
Then the sudden smell of burning flesh.

Here is fruit for the crows to pluck,
For the rain to gather, for the wind to suck,
For the sun to rot, for the trees to drop,
Here is a strange and bitter crop.

As árvores do sul carregam uma fruta estranha
Sangue nas folhas e sangue na raiz,
Corpos negros que balançam na brisa do sul
Fruta estranha que pendura das árvores de poplar.
Cena pastoral do sul galhardo
Os olhos arregalados e a boca torcida,
Perfume das magnólias, doce e fresco
Então, o cheiro repentino de carne queimando.
Está aqui a fruta para que os corvos arranquem
Para que a chuva recolha, para que o vento sugue,
Para que o sol apodreça, para que as árvores deixem cair,
Aqui é uma colheita estranha e amarga.

My Rhapsody Playlist

Hoje eu ouvi uma remix (a versão acima) dessa música da Billie Holiday. A letra da música é super gráfica e descreve o linchamento de homens negros nos sul dos Estados Unidos. Eu estava ouvindo esse cd enquanto estava dirigindo para uma palestra de um jornalista que escreveu um livro sobre a experiência de pessoas que se identificam como biraciais ou multiraciais. Esse é um conceito relativamente novo nos Estados Unidos porque até recentemente uma pessoa filho(a) de pai afro-americano e de mãe branca (ou vice-versa) era automaticamente considerado negro. Depois eu volto para falar mais sobre a palestra.


6 Comments:

Blogger Mallik said...

This comment has been removed by a blog administrator.

2:10 AM  
Anonymous Rosana said...

Amo Billie Holiday!!!!

7:14 PM  
Anonymous Sandra said...

Regina
Casualmente acabei de te conhecer!
Lí as coisas que vc escreveu e senti uma grande identificação.
Moro no Rio de Janeiro, sou prof. de história da rede municipal, tenho uma filha bailarina clássica que mora em Nova York , um cãozinho shitzu chamado Apolo e um marido que aguenta todas as minhas contradições...adoro Billie Hliday!

9:31 AM  
Anonymous Lino said...

Marcante a interpretação. E chocante a letra.

2:37 PM  
Anonymous runescape accounts said...

This comment has been removed by a blog administrator.

7:50 PM  
Blogger Frederico Ramos-Ponte said...

Amo, amo, amo. Aquela voz.... Música eterna.

9:33 AM  

Post a Comment

<< Home